O que é Azoospermia?

Azoospermia refere-se à ausência completa de espermatozóides no sêmen durante a ejaculação.

Mas será que um diagnóstico como esse significa o fim do sonho de ter filhos? Ou ainda é possível ser pai assim mesmo?

Segundo os dados do Ministério da Saúde, em 30% dos casos de infertilidade, a dificuldade é exclusivamente masculina. De acordo com dados da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM), 1% dos homens em geral pode ter diagnóstico de azoospermia, e nos casos específicos de infertilidade, essa porcentagem pode chegar a 10-15%.

O sêmen carrega os espermatozóides e tem a função de mantê-los vivos até o encontro com o óvulo para a fecundação. Sendo assim, a ausência de gametas no esperma pode ser por uma falha na produção do organismo, no armazenamento ou na passagem dos espermatozóides.

O diagnóstico

Para confirmar o diagnóstico é realizada a confirmação através da centrifugação de uma amostra de sêmen. O teste tem duração de 15 minutos e acontece a temperatura ambiente, com exame microscópico do sedimento e uma velocidade de centrifugação de, pelo menos, 3000g.

A análise seminal deve ser realizada de acordo com as normas da Organização Mundial de Saúde e é importante saber que pelo menos duas amostras de sêmen, devem ser colhidas com intervalo superior a 2 semanas para serem analisadas.

Causas da Azoospermia

A Azoospermia pode ter causa obstrutiva ou não, e dependendo da causa, terá definido o tratamento clínico ou cirúrgico.

Causas Não Obstrutivas: não há nenhuma obstrução da passagem dos espermatozoides. Portanto, o problema está na produção que pode ter a influência de fatores como:

  • doenças que atingem os testículos e epidídimos;
  • defeitos congênitos;
  • anomalias genéticas, como a Síndrome de Klinefelter;
  • traumas como pancadas, torções ou acidentes;
  • varicocele que é a dilatação das veias que drenam os testículos;
  • infecções e tumores;
  • radiação e medicamentos quimioterápicos;
  • uso excessivo de tabaco, álcool, drogas e anabolizantes;

Causas Obstrutivas: a produção de espermatozóides é normal. No entanto, há um bloqueio impedindo a passagem dos espermatozóides pelo canal (ducto deferente) e chegada à uretra.

As causas podem ser:

  • infecções genitais;
  • doenças genéticas;

Tratamentos para Azoospermia

Quando a Azoospermia é obstrutiva, é necessário investigar se existe a possibilidade de desobstruir as vias ejaculatórias. Entretanto, se não houver, há a possibilidade de retirar os espermatozóides direto do testículo e realizar a FIV.

Quando a causa não é obstrutiva, pode ser dois fatores: falta de estímulo hormonal do testículo ou o testículo não possui as células responsáveis pela produção dos espermatozóides. Há também causas tóxicas (anabolizantes, drogas e alguns medicamentos) que podem levar à Azoospermia.

Para esclarecer dúvidas pontuais sobre o tema, agende uma teleorientação pelo nosso site. Ou se preferir, solicite uma consulta com os urologistas do CBU, clicando aqui.