Na infância, passar em consulta com o pediatra faz parte da rotina da
criança e de seus pais. Afinal, é assim que é possível acompanhar seu
desenvolvimento físico, cognitivo e emocional.

Em alguns casos é necessária a avaliação de um urologista, pois algumas
doenças precisam de um acompanhamento com profissional especialista.

Vamos ver quais são os problemas urológicos mais comuns na infância e
seus sintomas?

Criptorquidia

Os testículos se formam no interior do abdome e, normalmente, devem
descer ao escroto até o final da gestação. Quando esse processo não
acontece, e esses testículos permanecem fora do “saco”, chamamos de
testículos criptorquídicos.

A incidência de criptorquidia é maior em recém-nascidos prematuros.
Recomenda-se que a cirurgia para o reposicionamento dos testículos seja
realizada entre 6 meses e 1 ano de vida.

Fimose

A fimose é a condição em que o prepúcio (pele que recobre a cabeça do
pênis) encontra-se tão fechado que impede a exposição da glande
(cabeça) e a retração prepucial.

Nos casos mais severos chega a impedir a saída da urina pelo pênis. A
fimose é considerada normal até os 4 anos e, a maioria dos meninos,
consegue expor totalmente a glande, sem necessidade de intervenção
médica. Porém, em alguns casos, existe exposição parcial da glande, onde
o urologista vai avaliar a necessidade de uma cirurgia ou não.

Infecções Urinárias

Infecções urinárias recorrentes durante a infância precisam ser averiguadas pelo
urologista. É muito importante diagnosticar, tratar e prevenir as infecções
nas crianças para evitar danos ao rim e suas complicações como
insuficiência renal e hipertensão arterial.

Enurese noturna

A enurese é o famoso “xixi na cama”. Trata-se da perda involuntária de
urina durante o sono, geralmente, em crianças a partir dos 5 anos de
idade.

É importante entender o que está causando essa perda de urina
repetitivamente durante o sono. As opções de tratamento irão variar de
acordo com as causas desse problema e as necessidades de cada criança
atendida pelo especialista.

Parceria entre pais e médicos

Essas são algumas das doenças urológicas mais comuns na infância. Para
um diagnóstico mais preciso e completo, é muito importante a parceria
entre os pais e os médicos que costumam acompanhar a criança. Assim, qualquer sintoma fora do normal deve ser levado em consideração.

Como prevenir doenças do trato urinário em crianças?

A urologia trata muitas condições que afetam o sistema urinário e órgãos
genitais e várias dessas condições são congênitas. Portanto, não é possível
a prevenção, mas sim o controle para não haver piora no quadro da
doença.

É fundamental cuidar da alimentação e dos hábitos gerais das crianças.
Isso significa estar sempre atento na quantidade de água ingerida para
que haja a hidratação ideal do corpo, além de ter uma dieta equilibrada e
uma rotina ativa.

Em resumo, a saúde geral da criança contribui diretamente para a
prevenção e o controle de doenças urológicas ou de qualquer outro
sistema do corpo durante a infância.

Para agendar uma consulta com um dos urologistas do CBU, clique aqui ou
ligue para o tel: 11 3046-3690.