Queixa nº 1 entre os homens

A ejaculação precoce é a queixa sexual masculina mais comum e atinge cerca de 30 a 40% dos homens adultos em todas as faixas etárias.

Chamamos de ejaculação precoce a ejaculação que ocorre logo após a penetração ou até mesmo antes, sem que o homem consiga controlar o evento. Geralmente, ocorre de maneira mais rápida do que ele gostaria, por muitas vezes, em tentativas diferentes.

O que pode causar a ejaculação precoce?

Essa disfunção sexual pode ocorrer por fatores que vão desde o uso de certos remédios até fatores emocionais como o histórico negativo de relações sexuais anteriores, transtornos depressivos e ansiedade.

Existem ainda, outras condições como alterações hormonais, disfunção erétil, inflamações na próstata e diabetes.

O impacto da ansiedade

Embora muitos homens consigam controlar a ejaculação durante o ato sexual, a grande maioria dos ejaculadores precoces é ansioso.

O problema é que quanto mais vezes essa situação ocorrer, mais ansiosos eles tendem a ficar, mais adrenalina o organismo vai produzir e mais rápido ejaculam.

Em alguns casos, a ansiedade impacta de forma tão significativa o indivíduo que este acaba desenvolvendo algum tipo de disfunção erétil, como consequência.

Na adolescência a ejaculação precoce é comum, pois a falta de experiência, o medo de ter um mau desempenho ou o medo de ser flagrado, cria uma situação em que o nível de ansiedade aumenta e acelera a ejaculação.

Como é realizado o diagnóstico?

O diagnóstico é feito pelo médico urologista, considerando as informações passadas pelo paciente de forma criteriosa. Na maioria dos relatos, a principal queixa é a dificuldade de satisfazer a companheira e a frustração que o paciente sente por essa situação.

Opções de tratamento

O tratamento da ejaculação precoce deve envolver o apoio da companheira do paciente, que precisa entender a situação e ter paciência para que o tratamento surta efeito.

Ainda podem ser usados medicamentos para diminuir a ansiedade, além de medicamentos para regular os hormônios do paciente.

Terapia sexual e acompanhamento com psicólogo também podem ajudar na recuperação da ejaculação precoce quando a principal causa for emocional, principalmente ansiedade.

O mais importante é o homem entender que não precisa sofrer em silêncio por ter vergonha de buscar ajuda. A qualidade de vida e a saúde sexual é tão fundamental quanto cuidar de qualquer outro problema de saúde. Então, se sentir algum sintoma, busque orientação médica.

Para esclarecer dúvidas pontuais sobre o tema, agende uma teleorientação, pelo nosso site. Ou se preferir, solicite uma consulta com os urologistas do CBU, clicando aqui.