O que é orquite?

A orquite se trata de uma inflamação nos testículos, que pode ser causada por diferentes motivos: vírus (como o da caxumba), parasitas, traumas ou ainda ter causas desconhecidas.

Sobre a caxumba, é importante falar que pessoas que não tenham sido infectadas anteriormente pelo vírus da caxumba devem ser vacinadas contra ele, pois um em cada cinco homens que tenham caxumba desenvolve como sequela alguma forma de orquite, potencialmente esterilizadora e causadora de impotência.

Tipos de orquite

A orquite pode acometer um ou ambos os testículos e se manifestar de forma aguda ou crônica.

A orquite aguda causa dor e desconforto. Muitos pacientes acometidos por ela descrevem a sensação de peso nos testículos e dor.

A orquite crônica, geralmente, não apresenta sintomas. Porém, alguns pacientes relatam sensação de desconforto durante a palpação.

A orquite pode afetar também os epidídimos, que são os canais ligados aos testículos responsáveis pelo amadurecimento e pela condução dos espermatozóides até os canais deferentes. Esses canais levam os gametas até as vesículas seminais no percurso da ejaculação. Quando isso ocorre, a doença é denominada orquiepididimite.

Quais os sintomas?

Os sintomas associados à orquite podem variar de leve a grave. No início, os pacientes podem se queixar de dor e inchaço.

O principal sintoma da orquite é a dor testicular, que pode irradiar para a virilha. Outros sintomas comuns são:

– Inchaço testicular;

– Traços de sangue no sêmen;

– Vermelhidão testicular;

– Febre e calafrios;

– Dor ou traços de sangue ao urinar;

– Mal-estar e fadiga;

– Dor de cabeça;

– Dor no corpo;

– Náuseas.

Como é realizado o diagnóstico?

A investigação e diagnóstico da orquite deve ser feita por um médico urologista.

Serão investigados os sintomas apresentados e realizados exames específicos, como de sangue e ultrassonografia da região escrotal. Esses exames auxiliam o médico a descobrir o agente etiológico da doença e a definir o melhor tratamento.

Tratamento para orquite

Existe tratamento e cura para a orquite, que na maioria dos casos não deixa nenhuma sequela, quando seguidas as recomendações indicadas pelo médico especialista.

No entanto, há algumas sequelas que podem acometer o paciente, como a atrofia dos testículos, infertilidade e a formação de abscessos.

Seguir as orientações dos médicos durante e após o tratamento é fundamental para a recuperação do paciente (repouso, compressas geladas e medicações analgésicas).

Para esclarecer dúvidas pontuais sobre o tema, agende uma tele orientação, pelo nosso site. Ou se preferir, solicite uma consulta com os urologistas do CBU, clicando aqui.