O diabetes é uma doença crônica caracterizada pela resistência e/ou deficiência insulínica no organismo.

Sua ocorrência está aumentando na maioria dos países. Um dos motivos é que além do uso dos medicamentos, existe a necessidade ter uma vida com hábitos saudáveis, como fazer uma dieta saudável, realizar exercícios físicos regularmente, não fumar, entre outros.

Qual a chance de um paciente com diabetes ter doença renal?

A chance de um portador de diabetes melitus ter algum grau de nefropatia diabética é ao redor de 30%.

Quais são os sintomas de doença renal em pessoas com diabetes?

É comum os pacientes diabéticos realizarem no mínimo um teste por ano para verificar a perda de albumina na urina. Esta perda, quando constatada, é conhecida como microalbuminúria. Começa anos antes do aumento da pressão arterial ou da perda da função renal, que é estimada pelo ritmo de filtração glomerular, que utiliza a dosagem de creatinina no plasma como um dos parâmetros.

Os sinais tardios são o aumento da pressão arterial, níveis de creatinina e da ureia altos, anemia, perda de apetite, náusea e a ocorrência de acidose metabólica.

Como prevenir a doença em pacientes com diabetes?

A prevenção está no bom controle glicêmico, principalmente nos primeiros 10 anos após o diagnóstico do diabetes, controle da pressão arterial, uma dieta sem excesso de proteína, não ter o hábito de fumar e manter o controle dos níveis das gorduras no sangue.

É importante também que o paciente seja sempre orientado a não utilizar nenhum medicamento sem acompanhamento médico, que potencialmente possa lesar o rim.

Outro ponto importante é que sejam realizados exames de rotina para checar a presença de proteína na urina ou se o ritmo de filtração glomerular está em declínio ou não.

Para esclarecer dúvidas pontuais sobre o tema, agende uma teleorientação pelo nosso site. Ou se preferir, solicite uma consulta com os urologistas do CBU, clicando aqui.

Você também pode entrar em contato pelo (11) 3046-3690 ou WhatsApp (11) 94479-6009.